segunda-feira, 31 de março de 2014

Sim, mulher você pode!

A polêmica atual diz respeito a uma pesquisa nacional recentemente realizada que  constatou que 61,5% dos entrevistados defendem que a mulher é responsável pelo estupro. Pois bem, vamos debater este assunto!
Podem existir casos em que a mulher facilita o estupro, como, por exemplo, se estiver andando a noite, desacompanhada, num beco escuro, com roupas que incitem a ação sexual, etc, etc, etc. Sim, há como a mulher facilitar isso, assim como há meios para que qualquer cidadão facilite um assalto, por exemplo. No entanto, o fato de a violência sexual estar mais facilitada por determinado fator não quer dizer em absolutamente NADA que a mulher é culpada ou pediu para ser estuprada.
É papel de qualquer um evitar a violência, agora, é inadmissível pensar que a mulher tenha que se vestir segundo o que alguns impõem para não ser violentada. Se  você defende que a mulher que se veste mal mereça ser estuprada, estás, sem sombra de dúvidas, defendendo que o homem tem o direito de agir violentamente caso a mulher não siga uma norma estabelecida por um meio social esdrúxulo. É legal pensar que no passado, em diversas sociedades, se a mulher cometesse um erro, o marido podia castigá-la como quisesse. É estranho pensar que essa ideia não seja arcaica.
conforme normas socialmente construídas sob pena de ser violentada caso não cumpra com isso. Vejamos bem:
"Ah, mas o homem não mede suas ações; é irracional". Pois então, prove-me que o homem (do sexo masculino) é irracional e incontrolável ao ponto de não conseguir ver uma mulher vestida como quer e não a estuprá-la! Prove-me isso biologicamente. Eu preciso de uma pesquisa científica que diga: "o homem, ao ver uma mulher com pouca roupa, não tem controle sobre si e a estupra". Prove-me que isso é uma atitude involuntária. Atenham-se: existem diversos fatores sociais, psicológicos e até psiquiátricos que determinam que um homem (do sexo masculino) tenha mais ou menos chances de estuprar uma mulher caso esta esteja com pouca roupa.
É irracional pensar desta forma. Ter o ponto de vista similar ao criticado anteriormente é ignorar uma gama enorme de conhecimentos científicos já construídos. Se você defende que a mulher deve se vestir para não ser estuprada, então deve concordar que a criança deve se vestir também totalmente coberta para não atrair pedófilos, que o trabalhador deve jogar seu dinheiro ao vento para não atrair ladrões. Não se faz um país livre quando se impõe punições meramente sociais e culturais a um determinado grupo. Será que o candomblecista que anda com as roupas de seu culto nas ruas merece passar por intolerância religiosa por não estar vestido como o normal?
Mulher, o corpo é seu, a vida é sua. Se existe alguém que está errado num estupro é o estuprador. Se existe alguém que está errado numa pedofilia é o pedófilo. Se existe alguém que está errado num roubo é o ladrão. Se existe alguém que está errado num atentado religioso é o agressor. Nossa sociedade apresenta diferenças internas, nossa cultura é múltipla, e precisamos saber respeitá-la. Não se vive a custa da violência. Não se vive a custa dos bandidos. O Brasil precisa impor leis, e não tabus. 

Diga não ao machismo. Diga não ao preconceito. Seja pensante.

Romes Sousa

Nenhum comentário: