domingo, 16 de março de 2014

Partido Militar, volta da ditadura, combate aos comunistas... como assim?

Li precisamente hoje, 16/03, diversas notícias recentes que falam sobre a regularização do PMB, Partido Militar Brasileiro, relacionando isso com um determinado grupo de pessoas que quer a volta da ditadura militar no Brasil e com militares que dizem que farão de tudo para nosso país não caia nas mãos dos comunistas.
Vou comentar previamente cada assunto desses, mas por favor, estou escrevendo este texto para buscar respostas. Se algum membro ou filiado do PMB ou qualquer órgão envolvido ler este texto, por favor, comente, me elucide sobre o assunto!

Vamos lá!

1) Regularização do PMB: Concordo totalmente. É constitucional o direito que eles possuem de criar um partido, independente de qual seja a ideologia. Se surgisse um partido neonazista no Brasil, que quisesse ser regularizado, e houvesse número suficiente de assinaturas para tal, não veria problema algum. Se o PMB tem as aproximadamente 500.000 assinaturas necessárias, é de seu direito total pedir, junto ao TSE, sua regularização com partido político de fato, inclusive concorrendo a eleições.

2) Volta da ditadura: Ok, o Brasil está passando por muitos problemas sociais... isso é indiscutível.
Agora... onde as pessoas estão com a cabeça para defenderem a volta da ditadura?! Será que estes sabem o que é uma ditadura?! Ditadura é um regime antidemocrático, onde não se tem liberdade para absolutamente nada, onde o governo persegue aqueles que tem uma opinião contrária a dele. É isso que vocês querem?! Realmente, é tirando a liberdade do brasileiro que vocês acham que vão melhorar o país? E só para completar: ditadura não significa fim da corrupção! Na Revolução Russa, quando Lenin assumiu o poder com uma ditadura de esquerda, havia sim corrupção. Isso é histórico, não tem o que discutir! Para quem acha que ditadura melhora a educação, sugiro que voltem a estudar: Não! Numa ditadura tudo o que o governo quer é uma população que não questione, que seja ignorante, porque, se de fato as pessoas tiverem educação, elas vão questionar o governo ditatorial, e isso geraria revolta, guerra civil, e muitas coisas indesejáveis ao regime predominante.

3) Combate aos comunistas: Toda pessoa é livre para defender sua ideologia, inclusive o anticomunismo. No entanto, quando você age matando pessoas, prendendo e torturando outras simplesmente porque elas são de uma ideologia contrária a sua, o que conseguirás é somente incentivar e disseminar o preconceito, destruir famílias, criar um governo covarde e, principalmente, implantar uma antidemocracia total. 

Portanto, ou você defende a democracia, ou defende a ditadura. Não há como querer uma "ditadura democrática", não há como querer uma "democracia" onde se combate um determinado grupo ideológico simplesmente por não gostar da ideologia do outro. Acordem!

Leia mais notícias sobre: 
General afirma que 'tempo para militares reagirem ao governo da esquerda totalitária está se esgotando' 
Pirata, Militar, Novo e Arena tentam virar partidos políticos no Brasil


-----------------
Tomara que tais notícias não passem de simples boatos! Tomara!
-----------------

Romes Sousa

Um comentário:

aroldo santo disse...

Fui militar na epoca em que os comunas queriam implantar o comunismo no Brasil e, defendo com unhas e dentes qs ações das FFAA.
Ninguem que andasse conforme a lei e a ordem foi molestado pelos militares, salvo alguns que insuflados pelos comunas tornaram se cobaias e sofreram as consequencias. Hoje a situação é bem pior do que em 1964, os comunas trouxeram terroristas de va rios cantos do planeta. O Brasil virou um covil de lobos selvagens. Só mesmo as FFAA podem livrar o País dessa ameaça comunista. MILITARES EM AÇÃO TERÃO APOIO TOTAL DA POPULAÇÃO.